I N N O V I O

Carregando...

Ter equipes bem treinadas é fundamental para que as empresas consigam alcançar seus resultados. Mas, afinal, como elaborar treinamentos que façam a diferença no dia a dia de uma organização? É aqui que entra o conceito de microlearning!

Com o intuito de falar mais sobre esse assunto, explicamos o que é, como funciona e quais os benefícios desse método de ensino inovador. Confira na leitura!

O que é microlearning?

“Em linhas gerais, podemos definir o microlearning como um método de ensino no formato EAD, que viabiliza o aprendizado por meio de cursos e treinamentos de curta duração.”

Ao invés de apresentar abordagens amplas e completas sobre os assuntos, o microlearning possibilita o desenvolvimento de treinamentos mais “enxutos” e específicos.

Geralmente, os cursos feitos a partir dessa metodologia focam em resultados e objetivos claros e em conceitos e procedimentos voltados para a prática.

Contudo, isso não significa que esses treinamentos sejam superficiais ou voltados apenas para iniciantes.

Na realidade, a curta duração desses cursos está relacionada ao fato de eles proporcionarem um melhor aprendizado.

Essa ideia está comprovada por meio de pesquisas. Uma delas, publicada no Journal of Applied Psychology, mostra que o aprendizado é mais consistente quando estudamos por meio de módulos curtos.

De acordo com esse mesmo estudo, é justamente por isso que o microlearning chega a ser até 17% mais eficiente do que os métodos de ensino tradicionais.

Em resumo, podemos dizer que esse método otimiza os resultados do processo de aprendizagem.

Mas, afinal, como surgiu o microlearning? Respondemos a essa pergunta no próximo tópico. Acompanhe!

Como surgiu o microlearning?

Não se sabe ao certo quando esse conceito foi utilizado pela primeira vez. O que sabemos com certeza é que o termo “microlearning” passou a ser usado com o sentido que tem hoje após a popularização dos smartphones.

Com a internet cada vez mais acessível e com o tempo cada vez mais curto, o consumo de cursos disponíveis na internet teve um boom considerável.

De acordo com um relatório realizado pelo MEC, 40% das buscas sobre assuntos relacionados à educação na internet são feitas por meio de dispositivos mobile.

Contudo, a ideia de microlearning como aprendizado acessível e adaptada às novas tecnologias passou a se cristalizar no ano de 2015, após o Google criar o conceito de “micro-momento”.

Esse termo foi utilizado para designar os momentos de uma jornada de compra em que os consumidores utilizam mecanismos de busca para pesquisar sobre assuntos e produtos de seu interesse.

Em linhas gerais, os micro-momentos exprimem demandas específicas dos usuários, como a necessidade de saber sobre determinado assunto, a busca por um endereço ou a vontade de aprender a fazer algo.

Não demorou até que essa ideia de aprendizado dinâmica e focada em necessidades específicas se transformasse no conceito de microlearning tal como conhecemos, ganhando destaque na educação corporativa.

Como funciona o microlearning?

Para que você consiga entender com mais clareza o conceito de microlearning, explicamos cada uma de suas características. Veja!

Direto ao ponto

Os treinamentos desenvolvidos com essa metodologia evitam informações e conceitos que não se relacionam diretamente com objetivos dos alunos. Eles são mais “enxutos”, direto ao ponto.

Respostas claras a perguntas básicas

Um ensino direto é aquele que está comprometido com respostas objetivas a perguntas básicas. O microlearning deve responder “o quê”, “como”, “por quê” e “para quê”.

Conteúdos subdivididos

A divisão dos conteúdos facilita a retenção das informações, sendo uma maneira de otimizar o aprendizado. Conforme já mencionamos, blocos de informações são mais facilmente absorvidos.

Uma demanda de cada vez

As necessidades de aprendizado devem ser atendidas por partes, o que evita aulas longas e a perda de informações relevantes que decorrem delas.

Completude dos conteúdos

Embora sejam subdivididos, os treinamentos online desenvolvidos a partir do microlearning possuem raciocínios completos, permitindo aos alunos desenvolver novas habilidades e competências.

Ensino just-in-time

O ensino baseado em microlearning é focado na realização de atividades e na resolução de problemas específicos, que aparecem em determinados momentos da vida de um indivíduo.

Em que contextos o microlearning pode ser usado?

Agora que você já sabe o que é e como funciona o microlearning, podemos explicar onde, como e por quem ele pode ser usado de maneira proveitosa.

Com certeza, esse modelo de aprendizagem pode ser de bom proveito na formação de profissionais atuantes em diversas áreas.

Por exemplo, um desenvolver de softwares pode fazer um curso EAD de curta duração para aprender a implementar API’s específicas.

Profissionais do marketing, por sua vez, podem assistir a aulas focadas na aplicação de estratégias específicas para determinado nicho.

Enfim, poderíamos enumerar inúmeros casos em que o microlearning pode ser usado.

Contudo, há pelo menos dois contextos em que essa metodologia pode ser empregada com o máximo de proveito. Estamos falando das empresas e instituições de ensino.

A seguir, explicamos como o conceito de microlearning é empregado nesses dois contextos. Acompanhe!

Microlearning corporativo

Conforme já mencionamos, o microlearning é usado nas empresas para a realização de treinamentos dos funcionários. De fato, o potencial dessa metodologia para a educação corporativa é imenso.

Geralmente, o microlearning é aplicado para transmitir aos colaboradores conhecimentos acerca de produtos a serem lançados ou de novos procedimentos e maquinários.

Além disso, ela também costuma ser empregada em cursos para trainees, pois facilita o entendimento dos valores e objetivos empresariais.

No que diz respeito aos recursos que podem ser usados no âmbito do microlearning corporativo para facilitar a aprendizagem, podemos mencionar os seguintes:

  • Vídeos curtos (de 3 a 5 minutos);
  • Imagens;
  • Podcasts;
  • Testes;
  • Jogos.

Os dois últimos exemplos de microlearning merecem um destaque especial, haja vista que remetem ao fato de esta ser uma metodologia de ensino ativa.

Ou seja, essa metodologia tem como proposta fazer com que os alunos participem de maneira efetiva do processo de ensino-aprendizagem

Microlearning na educação

As instituições de ensino superior e escolas também podem se beneficiar do uso do microlearning.

Isso porque as novas gerações (os nativos digitais) não conseguem mais aprender tão bem com as metodologias tradicionais de ensino.

Para que se tenha uma ideia, o tempo médio de atenção de um adolescente da geração Z é de apenas 8 segundos.

Esses jovens também estão mais acostumados a lidar com várias tarefas ao mesmo tempo (multitasking).

Por isso, os estudantes das gerações Y e Z necessitam de métodos mais dinâmicos e objetivos, que despertem o interesse e facilitem o aprendizado.

Ademais, as instituições de ensino superior podem utilizar o microlearning para captar novos alunos.

De fato, o desenvolvimento de conteúdos relevantes é uma forma de atrair e nutrir esses leads em cada um dos momentos de uma jornada de compra.

Os benefícios do microlearning

À essa altura, você já deve ter percebido que o microlearning é uma metodologia muito eficaz, tanto para a realização de treinamentos corporativos, quando na sala de aula. Abaixo, mostramos os benefícios dessa metodologia. Veja!

Mais envolvimento

“O uso de infográficos, imagens, vídeos, podcasts e recursos interativos (jogos e testes) gera um maior envolvimento dos alunos, os quais passam a ter um papel mais ativo no processo de ensino-aprendizagem.”

Rapidez e redução de custos

Além de ineficientes, os treinamentos longos consomem mais tempo e recursos das empresas. Ao contrário, os cursos no modelo microlearning podem ser desenvolvidos rapidamente, com custos reduzidos.

Cursos personalizados

O microlearning possibilita a criação de cursos com a “cara” de determinado público-alvo. O uso de determinados recursos e de uma linguagem específica podem potencializar a aprendizagem.

Possibilidade de conciliar estudos e rotina

Em um mundo cada vez mais competitivo, a constante qualificação tornou-se um imperativo. Com o microlearning, os trabalhadores podem assistir a cursos em qualquer lugar, conciliando sua rotina com os estudos.

Como implementar o microlearning na prática?

Quando o assunto é microlearning, gestores de RH e professores costumam ser perguntar como podem implementar essa metodologia na prática. Abaixo, mostramos como isso pode ser feito. Confira!

Planejamento

Antes de qualquer coisa, é necessário fazer um plano de curso no modelo microlearning, especialmente quando os conteúdos a serem transmitidos são EAD. Nesse caso, o ideal é fazer roteiros para as aulas.

Pense o melhor formato

Conforme já mencionamos, existem vários formatos de conteúdos compatíveis com o microlearning. O ideal é que a escolha desse ponto leve em conta os objetivos do treinamento e as características do público-alvo.

Sem enrolação!

Não embrome! O ideal é fazer conteúdos objetivos ao máximo, de maneira a permitir que os alunos absorvam a mensagem imediatamente. Para resumir, em microlearning, menos é mais!

Crie uma universidade corporativa

Uma boa forma de desenvolver habilidades e competências dos colaboradores é disponibilizar minicursos e treinamentos online em uma universidade corporativa. Dessa forma, pode-se vincular a aprendizagem aos resultados das empresas.

Use uma boa ferramenta de EAD

Se sua ideia é oferecer treinamentos ou cursos remotamente, utilize uma plataforma intuitiva e prática, que facilite o dia a dia das pessoas que assistirão às aulas.

Microlearning: a nova tendência em metodologia de ensino

Para concluir, podemos afirmar que essa metodologia é um “caminho sem volta”. O impacto das novas tecnologias afetou o modo como aprendemos de maneira decisiva.

Além disso, o microlearning possibilita uma maior acessibilidade à informação e ao conhecimento, permitindo às pessoas buscarem por qualificação sem abrirem mão de suas rotinas.

 

E você, já aderiu ao microlearning? Como você utiliza essa metodologia no seu cotidiano? Troque uma ideia com nosso Especialista.

Fale com um especialista da Innovio

Leave a Comment

innovio_logo-04

A Innovio usa tecnologia e design para tornar a experiência de fazer um curso online mais simples e agradável, tanto para quem ensina quanto para quem aprende.

Innovio Desenvolvimento de Software LTDA

CNPJ: 37.480.203/0001-32

Feito com & no